quarta-feira, janeiro 17, 2007

Star Movie: SAW III (2006)


Ontem tive a oportunidade de ver o terceiro filme da saga SAW. A expectativa era alta pois os dois filmes anteriores tinham-me enchido as medidas.

SAW III não compromete e Jigsaw oferece-nos uma boa dose de terror psicológico com muito gore à mistura.

Um filme que recomendo se já tiver visto os dois primeiros. Para quem ainda não viu.. que tal girar ás suas origens?

SAW & SAW II

O site do primeiro capítulo é simplesmente espectacular... transporta-nos à mente de Jigsaw...

3 comentários:

dutraisa disse...

Boa escolha! Com este filme não dá para adormecer no sofá!... ;)

Eduardo Ramos disse...

Luis Prata.
É a primeira vez que caio no teu blog.
Desculpa dizer, mas SAW não me encheram as medidas. Por um lado porque deram-me um expectativa muito elevada. Outra… não me fez “magicar”.
SAW ( I )… logo nos primeiros 5 minutos notei algo de estranho.
1- Qualquer corpo colocado na água, mesmo inconsciente, mal faça a primeira inspiração e o organismo receba água… das duas uma… ou morre ou acorda. Logo:
a. O gajo acordou
b. Não ouvi nenhuma porta a bater… e a porta era grande, e pesada estava escuro
c. O filme tinha uma gafe
d. Aquela “coisa” que caio-lhe pela cara deve ter sido colocada lá à pouco tempo pois ainda ia a cair
e. O filme estava mal feito?
Conclusão:
O filme estava mal feito
O assassino ainda estava lá dentro
Ou era o médico
Ou o menos provável… o morto!!! BINGO
E mais… mas fico-me por aqui.

SAW II
Está bem! Bom filme. Surpresa? Não! Erro clássico. Todos doentes e a cuspir sangue menos a “menina”.
Depois o Jigsaw no estado em que se encontrava para preparar aquilo tudo tinha que ter ajuda. Um morreu. OK! MAS… aquela “menina” não me saia da cabeça pois achava qualquer coisa estranha nela. BINGO.

Saindo deste tipo de filme… um que me fez “magicar” e no fim ficou qualquer coisa no ar… “Phone Booth”. Nada de extraordinário, eu sei, mas adorei.

Luis Prata! Não sou pretensioso nem cagarólas, adoro filmes. Mas tenho esta mania de encontrar/procurar defeitos.
É quase um hobby.

Por vezes sou interpretado como “ Lá está o gajo a armar-se!”. Mas sinceramente, não é nada disso.

Há vícios piores. :)

Espero que SAW III me surpreenda. Sinceramente.

Abraço

Acabaste de ganhar mais um leitor do teu blog. ;)

Luis Prata disse...

Caro Eduardo,

Aqui será sempre bem vindo, por isso conto com a sua veia crítica.

Já agora partilho da mesma opinião acerca do filme Phone Booth, é de facto um filme que nos prende do principio ao fim.

1 Abraço