quarta-feira, maio 20, 2009

Sabores em Viagem: República da Cerveja (P. Nações)

"Desde a Antiguidade que se consome cerveja na Índia e na China. No Egipto Faraónico, a cerveja chegou a ser considerada bebida nacional e na Hispânia, o seu consumo era maciço. Contudo, os grandes bebedores de cerveja eram os Sumérios. Seguindo anos de história, a República da Cerveja é um excelente local para os apreciadores desta bebida provarem as melhores marcas do mundo. Situada no Parque em Lisboa, conhecer a República da Cerveja é sentir o prazer do convívio com os amigos num local de eleição, onde pode usufruir de um óptimo serviço e uma ementa que lhe oferece a diversidade e qualidade de serviço já comprovada." @República da Cerveja website

Com uma simples palavra... Não.

Hoje trago-vos a minha crítica a um dos restaurantes que menos me deu prazer em 2009. Nem todos podem ser bons.

A República da Cerveja é um restaurante do grupo Doca de Santo, situado no parque das Nações e cujas especialidades são os bifes e as cervejas da casa de fabrico próprio.

Espaço: 7
O espaço é amplo e acolhedor, bem vocacionado para os jantares em grupo. Existe estacionamento gratuito temporário para clientes.

Serviço: 5
O serviço é daqueles que não deixa memória. Não fomos mal tratados, mas também não tivemos qualquer sorriso ou trato especial. Numa situação delicada não tivemos o melhor tratamento.

Refeição: 3
Sendo um Restaurante cuja especialidade é a carne, a qualidade da mesma deixa muito a desejar. A carne da espetada de novilho que pedi era nada menos do que dura, mal grelhada e mal temperada.
A Francesinha nem se fala. Se em Lisboa querem fazer Francesinhas sem imitar as do Norte, é bom que não o façam com matéria prima de baixa qualidade pois além de provocarem uma péssima refeição, "matam" uma possível tentativa de a quem não conhece provar uma verdadeira Francesinha na Cidade Invicta (Aconselho vivamente O famoso Capa Negra). Foi-nos servida uma pseudo-Francesinha com salsicha de lata Nobre, um bife rijo, e um molho pouco apetitoso. Para juntar a estes ingredientes, após reclamação um suposto Gerente defendeu que a Francesinha era assim mesmo, não defendendo o velho lema..."se alguém reclama" vamos remediar a situação. Ficou a dita Francesinha no prato, o dinheiro no bolso, e nós com fome pois sensatamente optámos por não pedir mais nada.

Loiça e Menu: 6
Loiça em condições aceitáveis. Menu bastante completo em formato de jornal.

Vinho/Cerveja: 6
Cerveja... Para um espaço que proclama consumo de cerveja e incentiva a provar algo de diferente, das cervejas da casa nenhuma me convenceu. De qualquer modo o conceito é bom e de louvar. As cervejas importadas Weiss ou especiais são bastante acima do que as cervejas da casa. Em termos de vinho, a carta é muito curta e as apostas más.

Preço/Prazer: 3
Pagámos muito para a fome e mau clima que tivemos, mas a Franscesinha nao foi cobrada por gentileza (também não a comemos). Este restaurante cobra bifes do Lombo a um preço exorbitante... Não estamos a falar de um restaurante de luxo, mas de um mero restaurante para grupos com preços desajustados e alimentos de qualidade baixa. Enfim, só vai quem quer.

Sugestão para que gosta de bifes: Vão antes ao Block-House.

7 comentários:

Isabel disse...

Se a Republica da Cerveja "quiser" tem material para melhorar, e vir a ser um local excelente para usufruir. Espero, vivamente que o faça!

Pratas disse...

Infelizmente não acredito... O restaurante está aberto há anos, e ao início não era assim...

Têm o negócio garantido com os grupos, isso é certo, logo duvido que se vão a esta altura alterar os Standards que têm vindo a usar ao longo dos anos.

De qualquer forma arruinaram qualquer tentativa de eu voltar lá, por isso mesmo que melhorem, acho que nunca irei saber...

Anónimo disse...

Concordo plenamente. Só lá fui uma vez e bastou-me ... atendimento rude e pouco personalizado. Beijos Andreia

Mestre disse...

DO grupo Doca de Santo rendo-me às pizzas da Capricciosa em Alcantara e pouco mais.

Em contrapartida, sou fão da BlockHouse.

Miguel Ferreira disse...

Infelizmente é um processo habitual nas cervejarias nacionais que obtêm mais exito...
Excepção à regra, na minha opinião, à Trindade!
Não conheço a Républica da Cerveja e seguramente não irei conhecer.

Obrigado pela dica,
Abraço

Anónimo disse...

Infelizmente a situação na "Caves da Cerveja", antiga republica da cerveja, agora gerida pelo Capa Negra tambem deixa muito a desejar. Apesar de aí as francesinhas não serem tão más, estão longe das famosas do Capa Negra ou do Gambamar. Agora o serviço/atendimento é uma autêntica desgraça. Desde o descuido à má-educação, leva-nos a velha máxima:"só lá vamos (mais uma)porque queremos..."
Apenas ressalvo o facto de existir uma boa carta de cervejas, todas elas desconhecidas da maioria dos consumidores, de produção exclusiva da Unicer para o dito restaurante...de resto, não dá vontade de voltar.

Cumprimentos,

FTM

Anónimo disse...

Eu gosto imenso das Caves da Cerveja, o atendimento é super simpático, têm comida tradicional portuguesa excelente, bifes super tenrinhos, imensas cervejas e as francesinhas para mim são iguais às do Capa Negra. Sei que senhor que as faz veio da casa mãe.
E os bolos, ai os bolos... Têm um bolo de chocolate delicioso!
Ana