sábado, setembro 15, 2007

Novo Rind Ding

É oficial, após alguns meses de alguma resistência mudei finalmente o meu RingDing. As almas de matéria que tiverem o prazer de me ligar, serão agora brindadas com a seguinte canção:


Quanto ao Ring Ding anterior, sinto-me como que a libertar um animal de quem estive a tomar conta durante uns tempos.... Chegou agora a hora de o colocar em liberdade...


Para mim, uma das mais belas canções de todo o sempre... Resta-me prosseguir e confiar na boa sorte...

8 comentários:

Karma-Thief disse...

Nunca mais te telefono.
Abraço :P

Pratas disse...

:) Para ti hei-de meter uma personalizada. Muse que tal? :)

Karma-Thief disse...

sendo assim... arranja um telemóvel só para as minhas chamadas.
hehehehe

Abração

Anónimo disse...

pois é muito facil de saber a letra do facil de entender... o refrao repetido umas 20 vezes na musica, coisa que os The Gift já nos habituaram... por acaso, e por sorte, nunca apanhei ninguem com ring dings dos The Gift, senao desligava logo.

The Gift, uma banda demasiado over rated

Pratas disse...

Então nunca devemos ter falado. Qualquer banda será sempre over rated para quem não gosta. A meu ver estão no lugar certo, só tenho pena que não cantem mais em Português.

Nini disse...

Os teus Ring-Ding para minha são uma maravilha.
ADORO "Fácil de Entender" dos the Gift e percebo que te custe "desfazer-te" dela mas a "Boa Sorte" de Vanessa da Mata e Ben Harper só te pode fazer bem !!!

Está confirmado.....temos em comum...variadíssimos gostos musicais !!!

Parabéns pelo teu bem gosto :)

Popy disse...

Pratas , não é bem assim...

para mim existem bandas que não me aquecem , nem arrefecem. em que não acho nem boas nem más, que simplesmente não me dizem nada..são mais uma entre muitas que andam por ai. Seguramente pensarás assim sobre muitas bandas tambem.

Sobre os The Gift , já é diferente. Eu só conheço as musicas que passam na radio , e todas repete o refrao no minino umas 50 vezes começando pela Driving You Slow, continuando nesta Facil de Entender (e cantar porque é sempre a mesma coisa) e acabando naquela "i take for music, i take for love..." que do inicio ao fim é sempre a mesma coisa.Amentando o tom de voz ou da musica so para PARECER diferente, e voltando outra vez ao mesmo. Conhecendo só o que dá na radio, não tenho vontade nenhuma de conhecer o resto das musicas. Por isso eu acho que se dá demasiada importancia a uma banda que faz uma musica de uns 30 segundos ou 1 minuto e os restantes 3 ou 4 minutos são um loop desse 1º minuto.

Mas são opiniões, que como dizia o outro "sao como as vaginas,cada um tem a sua e quem quizer dar, da-la"

Pratas disse...

popy, benvindo de volta.

Sim os gostos são como dizes :) cada qual com o seu. Algumas rádios têm a capacidade de fazer essa magia :) a de nos fartarmos das músicas.

Quanto ao teu comentário posso-te dizer que as músicas que passam na rádio são as mais comerciais dos Gift, e sinceramente as que menos gosto... O Gift que mais gosto é o mais negro... músicas que se calhar nunca ouviste como "My lovely mirror" "Me Myself and I" ou "The Difference Between Us".

1 Abraço e volta sempre ;)