domingo, outubro 07, 2007

Cor

Seria sido um dia como outros mas findou de maneira diferente... De nada me valeu a sorte... Em silêncio fiz ceder o sorriso que não mais quis viver... Desbotou a cor da minha pele, levando toda a energia que tinha guardada para ti... Enfim, de nada vale lutar contra ti, é uma luta que vou sempre perder... Então pela última vez te digo como um homem, seja feita a vossa vontade.

Estampada no céu ficou a verdade... Naquela cor do fogo que já foi e do sangue que já era, ficou o céu manchado de tons quentes... Foi este o céu que pintei para ti... Borrei-o com as últimas gotas do teu sangue que corria em mim... acho que ficou bonito.

O sorriso... esse ficará prá'qui guardado numa caixa de sapatos...


Antes do tempo... antes do dia... Pufff!...

12 comentários:

Lisa disse...

Testemunhada a tristeza do teu céu de Outubro, sobram a poeira dos dias e os raios de uma esperança que nunca morre. Porque o sangue só poderá ser derramado de feridas abertas, e em cada nova estação voltamos a procurar aqueles sapatos que ficaram fechados numa pequena caixinha, com medo que apanhassem pó...

Mestre disse...

Como as estações do ano e as fases da lua, os ciclos da vida teimam em não parar.
Com um sorriso amargo nos lábios, é altura de levantar a cabeça e ultrapassar o momento, sabendo que foi bom enquando durou.
Vivendo vamos aprendendo, e com o tempo aprendemos a viver.

E sabes que tens mãos por perto para te ampararem na queda.

Grande abraço.

Lídia Amorim disse...

liiiinndddoooooo!!!!


e como correu castelo branco?

bjokas/

Karma-Thief disse...

Recordações, memórias e nostalgia,são
dedicados aqueles que perdemos para a morte. Quem não te merecer por aquilo que és, ou tentar moldar-te de
alguma forma, deverá ser excomungado
no esquecimento. Abraço

sedi disse...

"Challenges are what make life interesting; overcoming them is what makes life meaningful.,
Joshua J. Marine

Bruno Simões disse...

Amigo,

Em breve surgirá de dentro de ti um fôlego, que eu sei que tens, que limpará do céu esse sangue e o tornará de novo azul e com o sol a brilhar, para que de novo possas sorrir.

Grande abraço

Paulo disse...

Fantástica foto!

Correu bem o Paintball?

Eduardo Ramos disse...

Agora já sei o que andas a fazer com a aquela coisa colada ao olho.

NÃO DESCOLES! Deixa estar.

Brigado.

Nini disse...

Lindo texto, linda foto...
Para a próxima, espero que pintes de outra cor este céu...pode ser verde de esperança...(ou mesmo azul do FCP...pronto essa não me saiu muito bem :( )
Beijos

Dias disse...

Boa Luz!
Nota - quando os motivos se esbatem deve-se procurar angulos que os recortem. Neste caso, descer o ponto de vista para recortar as arvores no ceu.

Bom texto!
Nota - o Amor mata! Cuidado parceiro.

era uma vez... Silvia disse...

Apenas tenho uma palavra a dizer para o texto e para a foto...
Lindissimo.
Beijo

Miguel Ferreira disse...

Não percas o momento...
Estás sensivel a fazer coisas impressionantes. Continua a emocionar-nos desta forma, por favor.

PARABENS