sábado, junho 09, 2007

DelMare

Moraria de almas dançantes que se movem no calor da noite. Um desfilar de seres humanos que se afogam em olhares cruzados, onde a dúvida de superficialidade se transforma em certeza... Um mundo real que não existe...

Horas depois, chego a casa são e salvo. Adormeço sentindo-me bem por ter o meu mundo onde as coisas fazem sentido...

Um bom local para girar com os amigos nas noites de Verão... numa praia da Costa da Caparica.

11 comentários:

Bia disse...

Desculpa a pergunta, mas não conheço o sítio, é um bar, uma discoteca? parece ser muito fixe!!

Pratas disse...

Olá Bia,

É um bar discoteca numa das praias da Costa da Caparica. Exactamente não sei o nome da praia mas vou tentar saber. ;)

Dias... disse...

Mas esse Mundo sem sentido dá-te gozo ?! Pelo menos eu acho divertido criar vidas e historias com os olhares.
Abraço

Pratas disse...

Bia,

O local é a praia do pescador.

Podes encontrar algumas fotos no seguinte link:

http://www.portugalnight.com/singleReports.do?id=547


Dias,

Gostar até gosto, quem é que não gosta.. A questão é que esse jogo de olhares já me farta um bocado por me parecer tão falso.. talvez pense assim por ser comprometido não sei... só sei que prefiro fechar os olhos e dançar, dançar.

Mestre disse...

Gostei do são e salvo, há muito "predador" na noite, só falta mesmo a musica do "Jaws" para dar enquadramento. :)

Mas compreendo-te, nestas alturas em que nos sentimos "despidos" com um olhar, é sorrir e pensar: "as saudades que eu já tinha da minha rica caminha" - com a companhia, certa, claro.

Grande abraço

Pratas disse...

É isso mesmo Mestre, é isso mesmo.

Paulo disse...

Não conhecia (já começo a pensar que não conheço nada...). Parece ser bem catita :)

Isa disse...

Chega sempre a altura em que a cumplicidade e a segurança fazem mais sentido do que a "caça" às cegas... obrigada por isso!

Miguel Ferreira disse...

A Boquinha do Varanda partiu a loiça toda... hehehe

edite disse...

Um desfilar de seres humanos que, por vezes, fazem de tudo para fugir da solidão...e só com o passar do tempo se apercebem que esta não é a melhor forma de o fazer...

Ana Soares disse...

Eu conheço o outro lado do Delmare (de dia)... sitio bastante completo, praia, musica, espaço, staff... Mas, o que descreveste é como me sinto, cada vez que vou a um bar ou discoteca... Quando chego a casa sinto me salva pelo meu Mundo - "O mundo real".
Bjinhos